Connect with us

Moçambique perdeu a coroa, mas não o pódio

Por: ATANÁSIO ZANDAMELA
Fotos de Sidónio Munguambe

Moçambique não revalidou o título da zona iv de África a nível do boxe, mas manteve-se no pódio. No campeonato terminado sábado, a selecção Nacional posicionou-se em segundo lugar, só atrás da anfitriã Botswana, fruto da conquista de nove medalhas, sendo duas de ouro, três de pretas e quatro de bronze. tal como em Maputo ano passado, o desempenho do boxe feminino foi determinante para que se ocupasse o segundo posto da classificação absoluta da zona iv, pois os ouros que fizeram diferença na classificação absoluta foram conquistados pelas pugilistas rady Gramane (75kg) e Alcinda panguana (69kg), que desta forma renovaram os títulos alcançados na capital do país. Desta vez os masculinos contribuíram para a classificação geral com duas pratas alcançadas por Augusto Mathule (75kg) e Miguel Microsse (91kg), indubitavelmente melhores deste sexo. em comparação com o campeonato disputado em Maputo, Moçambique ficou- -se pelas nove medalhas, menos cinco que em 2018, e como se não bastasse obteve menos ouro (apenas dois em femininos) se comparado ao ano passado.

{loadmodule mod_sppagebuilder,Leia mais…}

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

+ Lidas da semana

More in REPORTAGEM